Notícias

Eli Corrêa propõe ação judicial para discutir acessos ao Aeroporto

 
Nesta terça-feira (16), o deputado federal Eli Corrêa Filho presidiu a audiência pública realizada para discutir a reabertura de acessos ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. Eli lamentou “o profundo desinteresse, começando pela Prefeitura de Guarulhos, que, hoje de manhã, anunciou que não mandaria o representante escalado para a audiência”. Eli também destacou o desrespeito da GRUAirport e da Infraero que não enviaram representantes. Apenas o Ministério dos Transportes enviou o secretário nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, representando o Ministro de Estado dos Transportes, Portos e Aviação Civil.
Uma comitiva de 13 vereadores de Guarulhos também fizeram questão de ir à Brasília para acompanhar a audiência. Marcaram presença os vereadores Eduardo Barreto, João Dárcio, Laércio Sandes, Luis da Sede, Professor Jesus, Ramos da Padaria, Romildo, Serjão Inovação, Thiago Surfista e Wesley Casa Forte. As vereadoras Carol Ribeiro, Janete Pietá e Sandra Gileno também integraram a caravana. 
 
A mobilidade em Guarulhos é problema recorrente e que conta com o apoio de outros deputados que manifestaram apoio integral ao deputado Eli Corrêa nos desdobramentos da pauta. A luta envolve os deputados federais Vanderlei Macris, Gilberto Nascimento, Major Olímpio Gomes, Orlando Silva, Luis Lauro, Goulart, Roberto Lucena e a deputada Keiko Ota. O deputado estadual Gileno Gomes e o representante da COPERTRANS, Alemão, também prestigiaram a audiência.
 

Desdobramentos

No encerramento dos trabalhos, o deputado Eli Corrêa Filho adiantou que, em função do contexto de irresponsabilidade e desrespeito ele vai ingressar com “ação judicial na Justiça Federal de Guarulhos para que, em juízo, possamos ouvir o MP e a GRUAirport em busca de uma decisão judicial”. 
A recusa de participação da audiência da Prefeitura, da autarquia e da concessionária foi considerada pelo deputado com uma “cortina de fumaça”. Ele ponderou que a ação judicial é “uma atitude que vai no limite, porque a população está sofrendo, e há ansiedade daqueles que representam a população que não são atendidos”.
Eli também sugeriu a formação de uma subcomissão especial na Comissão de Viação e Transportes (CVT) para discutir o tema. Outra ação em curso é a formação de uma Frente Parlamentar que já conta com 190 nomes e, portanto, tem a quantidade necessária para sua constituição.
Todas as medidas estão sendo adotadas porque, conforme destacou Eli Corrêa, “a boa vontade já está no limite, a população está a ponto de uma revolta muito maior”, afirmou.

Ampliação no Hospital Padre Bento é entregue pelo governador

 

Na manhã desta sexta-feira, dia 3, o deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM/SP) participou, ao lado do governador Geraldo Alckmin, de entrega das obras de ampliação do pronto-socorro do Complexo Hospitalar Padre Bento. Com investimento total de R$ 14,7 milhões as obras trazem importantes conquistas para a população guarulhense.
 
Para o deputado Eli Corrêa Filho esse investimento chega em boa hora. "A população sofre muito com a precariedade no atendimento em saúde. Ver o Padre Bento com melhor estrutura é saber que o cidadão guarulhense vai contar com atendimento de qualidade e eficiência que ele merece", pondera. Autor de diversas emendas federais para a área de Saúde em Guarulhos, mais de R$ 4 milhões, o deputado destaca que é preciso investir mais. "Temos de encarar os problemas da saúde com muita seriedade e firmeza para que os funcionários tenham condições de trabalho e o cidadão seja atendido com a dignidade, carinho e respeito que merece, pois é ele quem financia tudo isso", conclui Eli.
 

Mudanças

O número de leitos destinados ao atendimento de média e alta complexidade saltou de 8 para 27 vagas. O espaço físico do pronto-socorro saltou de 250m² para 300 m².  A cidade passa a contar, também, com a Rede Hebe Camargo, que oferece tratamento de quimioterapia e radioterapia. Agora, o guarulhense vai poder fazer todo o tratamento na cidade. 
Ocorreram, ainda, outras intervenções como a reforma da passarela de interligação e a restauração do Pergolado. Além disso, foram adquiridos equipamentos e mobiliários em geral, como eletrocardiograma, mesa cirúrgica, aparelho de raio-x, armários e cadeiras de rodas, entre outros. 
As obras resultam em melhoria das condições de trabalho e acolhimento, o atendimento imediato de casos graves e o acesso exclusivo para ambulâncias, visando à total segurança e privacidade dos pacientes.
 
Atendimento
O funcionamento do pronto-socorro do Padre Bento atenderá as diretrizes preconizadas pelo SUS (Sistema Único de Saúde), ou seja, o setor do hospital irá priorizar os casos graves e gravíssimos, de pacientes levados por serviços de resgate ou transferidos de outras unidades de saúde.
Desta forma, o atendimento aos casos mais simples, considerados de baixa complexidade, serão absorvidos pelas unidades de saúde municipais, como Unidades Básicas de Saúde (UBSs), programa Estratégia de Saúde da Família (ESFs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e unidades 24 horas dos municípios.
Para garantir o funcionamento com a agilidade e qualidade necessárias, serão contratados mais 12 profissionais de saúde para operacionalizar e gerenciar parte dos novos leitos. O Padre Bento conta com sete cirurgiões gerais e cinco socorristas.
 
Hospital Padre Bento
 

Eli Corrêa pede providências em acessos ao Aeroporto de Guarulhos

 
 
O deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM) se reuniu na manhã de quarta-feira (15), com o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, para solicitar providências na reabertura imediata de ponte no Rio Baquirivu que interliga as avenidas João Jamil Zarif e Helio Smidt.
 
O deputado também protocolou um pedido na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados para realização de audiência pública com a presença de representantes do Ministério dos Transportes, Infraero, Gru Airport e secretário de Transportes de Guarulhos, a fim de debater acessos para o Aeroporto de Guarulhos.
 
A audiência vai discutir a reabertura da ponte sobre o Rio Baquirivu ligando a avenida João Jamil Zarif com avenida Hélio Smidt (Aeroporto Internacional de Guarulhos), e a autorização para construção de via de acesso interligando a avenida Natália Zarif (marginal Baquirivu), bairro Taboão, à avenida Hélio Smidt na altura do terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos.
 
O democrata justificou o pedido de audiência lembrando que “o aeroporto não pode continuar sendo uma ilha dentro do município, excluindo os bairros da cidade”. Para solucionar este problema, Eli acredita que é preciso colocar todos os representantes envolvidos na mesma mesa de debates.
 
 
 
 
 

CDC faz homenagem a Eli Corrêa Filho

 
Nesta quarta-feira (15), a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), na Câmara dos Deputados, realizou sessão especial para o descerramento de quadro do deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM/SP) que passa a integrar a galeria de ex-presidentes do colegiado.
O atual presidente, Marcos Tebaldi (PSDB/SC), destacou que o deputado Eli Corrêa, é o caso de dedicação inquestionável ao consumidor brasileiro. “Desde o seu primeiro mandato na Câmara, em todos os anos ele foi membro da comissão, sempre como titular. Já são seis anos em defesa daquele que é justamente parte mais desfavorecida nas relações de consumo”. 
Tebaldi destacou, ainda, a conduta do ex-presidente Eli que “se destacou pelo equilíbrio e ponderação, sendo capaz de ouvir todos os seguimentos envolvidos: os órgãos de defesa do consumidor, representantes do governo e do setor empresarial”. 
Como homenageado, Eli revelou que desde quando iniciou sua trajetória como deputado federal, dizia consigo mesmo: “Quero chegar, um dia, a ser presidente”. Ele reconhecia, porém, que isso dependia de uma série de conjunções que, para sua surpresa, ocorreu mais depressa do que considerada.
O democrata ressaltou a contribuição dos seus colegas em sua gestão. “Foi de fundamental importância a participação de todo o meu partido e dos membros da comissão. Pessoas capacitadas, experientes aqui na Casa e que fizeram a diferença”. 
Eli concluiu seu pronunciamento pautado pela gratidão e expectativas quanto ao futuro político. “Só tenho que agradecer por esta homenagem que ficará eternizada e aos meus amigos que criei aqui. O relacionamento que tive na CDC eu acredito que é muito difícil que exista em outras comissões. Hoje, eu encaro um novo desafio que vai deixar saudades aqui na Câmara Federal mas, com certeza, um crescimento político muito grande na cidade de Guarulhos”. 
 
Deliberações
Ano passado, sob a gestão do deputado Eli Côrrea, a CDC promoveu 14 audiências públicas sobre temas como telefonia (qualidade dos serviços), abuso dos contratos imobiliários, regulamentação dos aplicativos para transporte de passageiros (UBER, 99Táxi), crise dos Fundos de Pensão, Operação Zelotes, roubo e furto de celulares, irregularidades no cumprimento dos contratos de concessão das rodovias federais e discussão sobre problemas na aviação (valores de passagens, condições de aeroportos etc).
Ao longo do ano, foram aprovados 81 projetos de Lei, de Lei Complementar e Propostas de Fiscalização e Controle. “Proposições com impacto na vida de milhões de brasileiros e foram objeto de intensos debates pelos deputados”, avalia Eli Corrêa. 
O colegiado aprovou projetos que regulamentam questões como proibição da cobrança pela instalação de pontos adicionais de TV a cabo, consumação mínima em bares e restaurantes, taxas para aplicação de provas escolares em caso de atestado médico ou força maior, notificação a dono de veículos em caso de recall, cumprimento do horário de shows e espetáculos, sob pena de multa, entre outras.
 
Resultados e desafios
Para o deputado a CDC conseguiu coibir “práticas contrárias ao interesse do consumidor e que infelizmente se perpetuavam, como a renovação automática da prestação de serviços, a cobrança pela visita técnica para elaboração de orçamento e o pagamento em duplicidade, para os moradores de condomínios, da contribuição de iluminação pública”.
Eli vai continuar integrando a CDC onde ele quer prosseguir com o projeto da reforma do CDC, do qual é o relator, que disciplina o superendividamento. “Continuarei focado na missão principal de equilibrar e harmonizar as relações entre consumidores e fornecedores e tendo por objetivo aperfeiçoar as políticas de proteção e defesa dos consumidores”, concluiu.