Notícias

Eli Corrêa Filho é o novo presidente do Democratas de Guarulhos

 
 
A sede do Poder Legislativo de Guarulhos foi o cenário escolhido para a concretização de mais uma etapa na brilhante carreira política do jovem deputado federal Eli Corrêa Filho: a posse como presidente do Democratas (DEM) municipal. O ato aconteceu nesta segunda-feira (21), que estava lotada com a presença de centenas de moradores, prefeitos, vereadores e ex-vereadores de oposição e situação de diversas legendas de Guarulhos e da Capital. 
Também participaram do ato o senador e presidente nacional do partido, José Agripino (DEM/RN), os deputados federais Jorge Tadeu Mudalen (DEM/SP) –presidente estadual da legenda–, Mendonça Filho (DEM/PB), Rodrigo Maia (DEM/RJ), Rodrigo Garcia (DEM/SP) –que atua como secretário de Habitação de São Paulo–, Major Olímpio (PDT/SP). Entre os estaduais estiveram presentes Márcio Camargo (PSC) e Ramalho da Construção (PSDB).
O mestre de cerimônias do evento foi ninguém menos que o radialista Eli Corrêa. Obviamente, não conseguiu conter a emoção que o novo momento representa. Ele falou da importância do ato para a família Corrêa com Guarulhos –que é ligada à cidade desde os anos 1970. Segundo ele, essa trajetória é coroada “com o meu filho se colocando à disposição para fazer muito por Guarulhos, coisa que talvez eu queria fazer, mas, por não ser político não teria condições”.
 
SONHOS POSSÍVEIS

ELI CORRÊA: "Eli Corrêa Filho, assume o compromisso de fazer por Guarulhos aquilo que talvez eu sempre sonhei, mas poderá se tornar realidade com ele”

A importância do apoio das diversas lideranças políticas é fator importante para tornar sonhos em realidade, considerou Eli Corrêa. “Ele está cercado de amigos, pessoas que estarão com ele a cada momento, a cada instante, para que possa governar Guarulhos com o mesmo amor que eu sempre tive pela cidade”.
 
Com a emoção de comunicador, cidadão guarulhense e, sobretudo, de pai, Eli Corrêa declarou: “Hoje, mais do que nunca, Eli Corrêa Filho, assume o compromisso de fazer por Guarulhos aquilo que talvez eu sempre sonhei, mas poderá se tornar realidade com ele”.
 
 
MOTIVAÇÃO
O deputado Eli Corrêa Filho lembrou que o amor por Guarulhos vem da infância e se consolidou na carreira profissional e trajetória política. “Vivo Guarulhos desde criança, pelo trabalho do meu pai. Depois, como parlamentar, e, principalmente, através do programa de rádio quando, diariamente, tenho contato com os problemas”. 
O novo presidente do DEM guarulhense reconhece os desafios à sua frente, mas fez um apelo à unidade, humildade e disposição para muito trabalho. “Vamos juntos fazer uma Guarulhos diferente. Quem não vive para servir, não serve para viver. Esse é o meu compromisso, esse é o meu desejo, essa é a minha motivação”. 
Em função da estagnação registrada na cidade, em um ambiente em que se multiplicam problemas e as soluções ficam escassas ou são ineficientes, Eli Corrêa Filho conclama: “Vamos juntos fazer virar a página de uma política velha e pensar, sim, uma política nova com experiência e responsabilidade para todos os cidadãos”.
 
PRESTÍGIO

O presidente nacional do DEM, senador José Agripino, ressaltou que saiu de Brasília em um “bate-e-volta”, exclusivamente para prestigiar o ato. Ele justificou o empenho: “Para o Democratas que é o partido que eu presido, Eli Corrêa é uma figura singular, de caráter absolutamente imbatível, um homem que transita no meio do partido por todos, é estimado e respeitado por todos”.
Agripino avaliou, ainda, o atual contexto da gestão municipal e enfatizou que a gestão do PT “chegou no topo, não dá mais”. O senador avalia que “Guarulhos é uma cidade com um milhão e quatrocentos mil habitantes, está chegando a um milhão de eleitores e merece um prefeito à altura de sua importância”.
 
DESAFIO
Em seu pronunciamento, o líder do DEM na Câmara, deputado federal Mendonça Filho, citou que Guarulhos “precisa 

MENDONÇA FILHO: "Guarulhos precisa de pessoas comprometidas com a população, que tenham sensibilidade, que possam fazer com que a Prefeitura trabalhe, de fato, para quem mais precisa"

de pessoas comprometidas com a população, que tenham sensibilidade, que possam fazer com que a Prefeitura trabalhe, de fato, para quem mais precisa. Eu não tenho dúvida, de que Eli Corrêa Filho é a pessoa indicada para liderar esse município nesta grande transformação”. 
Mendonça fez questão de lembrar a dimensão do desafio ao jovem líder. “Será uma jornada, como eu já disse, longa, dura, mas eu tenho confiança na sua pessoa, eu tenho confiança na sua liderança”, declarou.
 
GOSTAR DE GENTE
O presidente estadual da legenda, deputado Jorge Tadeu Mudalen, foi categórico: “Esta cidade precisa de você, precisa de um homem honesto, transparente. Uma pessoa boa que vai lidar com as pessoas que mais precisa”.

Para o deputado federal Rodrigo Garcia, atualmente exercendo o cargo de secretário de Estado da Habitação, a trajetória política do colega deve ser exaltada. “Nós conhecemos a seriedade, o comprometimento e o espirito público do deputado Eli Corrêa, qualidades estas que, infelizmente, faltam a muitos políticos”. 
Garcia recordou o fato de ter sido eleito deputado estadual pela primeira vez, aos 23 anos de idade, e já estar no seu quinto mandato consecutivo. “Ninguém ganha a eleição cinco vezes enganando as pessoas. Ninguém ganha a eleição cinco vezes se não gostar de gente. E é isso que o Eli Corrêa sempre fez na sua história”, afirmou.
 
PRÓXIMOS PASSOS
O novo presidente do DEM guarulhense, tem pela frente a conclusão do trabalho de definição dos nomes que vão somar forças dentro do partido. Já garantiram o reforço os vereadores Ramos da Padaria, que deixa o PP, e o presidente da Câmara, Professor Jesus, que migra do PDT. “Nunca é demais dizer que não podemos fazer nada sozinhos”, lembra Eli. 

“Não precisamos apenas mudar. Guarulhos precisa de transformação. E, para tanto, vamos somar experiência, apoio e participação de tantas pessoas de bem quanto pudermos”, afirma Eli Corrêa Filho.
 
 

CDC faz homenagem ao ex-presidente Sérgio Brito

 
Hoje, pela manhã, a Comissão de Defesa do Consumidor prestou homenagem ao deputado Sérgio Brito, durante a Cerimônia de aposição do quadro na galeria de ex-presidentes do Colegiado. "Para mim foi uma honra poder suceder ao deputado na presidência. Como fui membro da CDC durante sua gestão, tive o privilégio de poder aprender e, atualmente, agir na mesma linha de qualidade para que nossa comissão cumpra suas atribuições com excelência". 
 
Ordem do dia
No desenvolvimento da ordem do dia, a CDC aprovou quatro projetos de lei, entre eles o PL 7.558/2014, que permite ao passageiro de companhia aérea despachar gratuitamente um carrinho de bebê sem que seja incluído na franquia de bagagem. 
 
O deputado Fabrício Oliveira, relator do projeto, destacou que a Agência Nacional de Aviação Civil se propôs a regulamentar a matéria em 2013, mas em dois anos a discussão pouco avançou. Ele também lembrou que o projeto reforça a legislação já existente, que confere atendimento prioritário a passageiros como mães acompanhadas de bebês de colo.
 
Os membros da CDC aprovaram também o parecer do deputado Augusto Coutinho ao PL 8.103/14, que trata da multa diária estabelecida no Código de Defesa do Consumidor no caso de não cumprimento da obrigação de fazer ou não fazer, fixada por juiz. O parecer de deputado determina que o saldo das multas seja depositado no Fundo de Direitos Difusos, mas esteja disponível apenas após o trânsito em julgado da sentença.
 
Os deputados da comissão ainda foram contrários ao PL 4.037/12, que veda o repasse, para as tarifas do serviço de energia elétrica, das perdas na rede básica; e favoráveis ao PL 6.355/2013, que torna obrigatório o uso do QR Code (QR) em embalagens impressos. O relator, José Carlos Araújo, é favorável à implementação da nova tecnologia, mas sem o caráter obrigatório.
 
Foram aprovados, ainda, os requerimentos de audiência pública nºs 64 e 65, sobre recentes decisões do Conselho Nacional de Trânsito, sobre extintores de incêndio e implantação de dispositivos eletrônicos de identificação dos veículos. Por fim, os integrantes da Defesa do Consumidor descerraram a foto do deputado Sérgio Brito na galeria dos ex-presidentes da CDC.
 
Com informações da 'Agência Câmara Notícias'.
 

Emendas de Eli Corrêa Filho socorrem GM de Guarulhos

A crise econômica nacional continua passando como um trator em todas as esferas da gestão pública, além de todos os danos que estão sendo sentidos pela iniciativa privada, e mais importante, pelo trabalhador brasileiro. Todos os dias a população é bombardeada com as notícias de demissões, forte pressão da inflação, aumento do índice de desemprego.
 
Este é um ambiente que impacta diretamente na administração da cidade. Por isso, a Prefeitura de Guarulhos adotou medidas que causaram muitas críticas, mas que, pelo contexto, por mais que se possa divergir, foram necessárias.
Uma destas ações difíceis foi o corte de 40,7% no orçamento da Secretaria de Segurança Pública. Em 2014, o secretário municipal João Dárcio dispunha de R$ 63,9 milhões. Agora em 2015, a pasta passou a contar com R$ 37,8 milhões. Para driblar o momento difícil e continuar oferecendo um serviço de qualidade para a população, o gestor busca manter parcerias e buscar recursos externos.
 
Parceria
“Se a Prefeitura encontra dificuldades, não podemos nos acomodar. Precisamos ir em busca de ajuda”, explica Dárcio. “É aqui que entra a parceria fundamental do deputado federal Eli Corrêa Filho”, argumenta.
Reconhecido por não se limitar a questões partidárias, o democrata apresentou emendas parlamentares que totalizam um milhão e quatrocentos mil reais específicos para a gestão da segurança pública de Guarulhos. “Como parlamentar não posso fechar os olhos para as demandas que estão sempre sendo apresentadas pela população, prefeitos, vereadores, secretários municipais”, afirma o deputado Eli. 
 

O secretário elogia a habilidade política do deputado em legislar em favor de uma prefeitura que não é administrada pelo seu partido. “Para nós, isso foi de fundamental importância. É a primeira vez na história da Segurança Pública de Guarulhos, que um deputado federal destina uma emenda parlamentar específica para a Guarda Municipal”, ressalta. “As diferenças entre partidos não podem ficar acima dos interesses da população”, justifica Eli.
 
 
Aumento da frota
A emenda do deputado Eli Corrêa, apresentada em 2013, no valor de R$ 1 milhão de reais com contrapartida municipal de R$ 80 mil, está viabilizando o aumento da frota própria da Guarda Civil Municipal (GCM). Após dois anos de muita negociação com o Ministério da Justiça, finalmente o recurso foi disponibilizado para a Prefeitura. 
 
“Quando foi depositado o dinheiro na conta da Prefeitura, a gente pode começar o processo interno administrativo. Ou seja, formalizar o edital de licitação, colocar o edital na praça para efetivar a compra dos materiais”, detalha o secretário.
Com este recurso, até o final deste ano a GCM vai saltar de 40 para 81 veículos próprios. O secretário João Dárcio explica que a cidade vai passar a contar com mais dois veículos de pequeno porte (SUV), cinco viaturas de grande porte (Hilux SW4), dez motos e 24 bicicletas.
 
Mais recursos
Outra emenda no valor de R$ 400 mil (contrapartida municipal de R$ 32 mil), apresentada pelo deputado Eli Corrêa em 2014, vai permitir a compra de “móveis e utensílios para reaparelhar todas as nossas bases, inclusive armários em aço para o GCM poder guardar o seu material pessoal”.
 
O deputado Eli Corrêa refuta um pensamento corrente em Brasília de que cidades como Guarulhos é rica e não precisa de recursos. “É muito bom ver o comprometimento de gestores como o João Dárcio que tem qualificação para a função que exerce e, mais importante, ama o que faz. Se dedica com afinco à Guarda Municipal que, dentro da sua gestão se tornou uma referência em segurança pública”, conclui.
 

Eli Corrêa preside audiência mais tensa do ano na CDC

 

 
Após quase três horas e meia de discussão em um clima tenso, o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, Eli Corrêa Filho, encerrou a primeira etapa da audiência pública para debater o impacto para os consumidores da proibição ou regulamentação do aplicativo Uber no Brasil.
 
Com presença de maioria dos membros da comissão e mais 30 taxistas de Brasília, a audiência teve manifestações exaltadas até mesmo de parlamentares. Por diversas vezes o presidente solicitou que os manifestantes respeitassem os parlamentares e mantivessem a ordem. A audiência foi proposta por requerimentos dos deputados Eli Corrêa Filho (DEM-SP), presidente do Colegiado, César Halum (PRB-TO), Maria Helena (PSB-RR), Chico Lopes (PCdoB-CE), Aureo (SD-RJ), Ricardo Izar (PSD-SP) e Marcos Rotta (PMDB-AM).
 
“Entendemos que o tema é conflituoso pois, há chefes de família preocupados com o sustento de suas casas. É uma preocupação legítima e que, por isso, a Câmara dos Deputados não vai faltar com sua responsabilidade” pondera Eli.  O presidente da CDC ressalta que hoje não é dia para nenhuma conclusão, mas tem certeza que o Colegiado dará uma contribuição para aprofundar a reflexão nas diversas variáveis deste tema. 
 
“Quando os requerimentos foram apresentados e aprovados por unanimidade, isso é uma evidência irrefutável de que os membros da CDC querem poder ouvir todos os lados, especialmente o consumidor, para que juntos possamos construir resposta à altura das expectativas da sociedade", afirma Eli. "Não tenho o hábito de impor nada. O diálogo é obrigatório. Naturalmente os conflitos vão se evidenciar, mas é exatamente para isso que estamos aqui: para gerir os conflitos. Isso é Política com "P" maiúsculo", conclui o presidente da CDC. 
 
Continuação
A segunda etapa da audiência estava marcada inicialmente para 14h30. Como, porém, a extensão da primeira parte foi além das expectativas, acatou-se a sugestão de adiar a retomada às 15 horas. Está sendo aguardados taxistas do Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba. Segundo um  dos manifestantes presentes no plenário, a caravana seguia de ônibus até a Capital Federal.
 
Tramitação
Na Câmara, tramitam os projetos de lei 1584/15 e 1667/15, que fixa a prestação de serviço remunerado de transporte de passageiros por intermédio da utilização de aplicativo ou qualquer outro serviço tecnológico está sujeita a autorização do poder público e que proíbe a prestação de transporte público individual remunerado por pessoas físicas ou jurídicas que não atendam as características do veículo e do condutor exigidas pela autoridade de trânsito. 
 
O texto inclui na proibição o serviço prestado por meio de aplicativos de celulares e sites de internet. A relatoria considera como clandestinos os serviços que usam a plataforma digital entre eles Uber e 99Taxi. No Senado, há Projeto de Lei 530/15 que propõe o enquadramento dos motoristas que atuam pelas plataformas digitais como microempreendedores individuais ou no Simples nacional sendo, ainda, impedidos de pegar passageiros nas ruas como fazem os taxistas.
 
Convidados
Participam do debate na Comissão de Defesa do Consumidor o coordenador-geral de Estudos e Monitoramento de Mercado da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ), Igor Britto; o procurador-chefe do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Victor dos Santos Rufino; o vice-presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e.net), Leonardo Palhares; o consultor do aplicativo 99Taxi, Thiago de Oliveira Mota; e o diretor de Políticas Públicas do Uber Brasil, Daniel Mangabeira.
 
À tarde, vão participar da audiência o procurador da República da 3ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR) do Ministério Público Federal, Carlos Bruno Ferreira da Silva; a coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Maria Inês Dolci; o presidente da Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Motoristas de Táxi (Abracomtaxi), Edmilson Americano; e o presidente da Associação de Assistência aos Motoristas de Táxis do Brasil (Aamotab), André Oliveira.
 
Com informações da Agência Câmara Notícias.